Acabo de chegar à França, meu lar temporário durante o próximo mês. Houve um tempo em que eu me sentia em casa nesse país. Mais ainda nessa nessa época do ano, quando eu voltava das férias no Brasil e me preparava pra começar mais um ano letivo em Paris, enquanto curtia os últimos dias do verão. Senti uma espécie de déjà vu ao pisar aqui, mas embora os aromas, as cores e os sabores ainda me sejam familiares, me sinto uma estranha nesse lugar. Mas o lado bom de me sentir como uma turista é que aproveito melhor as delícias que a França tem pra oferecer. Quando eu morava aqui vivia sempre tão ocupada com a faculdade e o trabalho que raramente tinha tempo pra curtir as maravilhas ao meu redor. Me lembro de ter parado algumas vezes no caminho de casa, voltando do trabalho, ter olhado aquela arquitetura linda, respirado um punhado do ar parisiense (poluído, certo, mas tão cheio de glamour) e ter pensado: “Quantas pessoas no mundo não gostariam estar no meu lugar agora…” Hoje saboreio cada minuto das minhas visitas à França. A foto acima foi do meu café da manhã de hoje, que degustei preguiçosamente na varanda, enquanto meus ouvidos se deliciavam ao ouvir Francês por todos os lados. Nada contra as outras línguas, mas o Francês é uma carícia pros ouvidos.