Hoje faz exatamente duas semanas que cheguei no Líbano. Uma combinação de fatores me trouxe pra cá, mas a versão curta da história é: sempre tive vontade de visitar Beirute. Por isso ainda estou me beliscando pra ter certeza que minha casa agora é aqui.

IMG_2528 IMG_2488

Estou descobrindo um mundo fascinante, cheio de contradições, surrealismo, belezas, desigualdades e injustiças. E algumas coisas realmente horrendas. As cicatrizes dos quinze anos de guerra civil e dos bombardeios israelenses ainda estão visíveis nos prédios e presentes nas mentes. Mas nem tudo é triste, longe disso. As pessoas são extremamente simpáticas e calorosas e a culinária tradicional é uma explosão de sabores naturalmente veganos que me impressiona dia após dia. Pra deixar tudo ainda melhor descobri uma cena veg movimentada e criativa. Mal cheguei aqui e já fui convidada pra cozinhar em um restaurante vegano a poucos metros de casa! Juntou a mudança de país com essa realidade nova e complexa, mais a montanha de informação que tenho que processar todos os dias e o fato de estar fazendo um curso intensivo de Árabe (três horas por dia, de segunda à sexta, pois decidi que estava na hora de me alfabetizar nessa língua que falo um pouco, mas não escrevo) e a minha pobre cabeça está prestes a explodir!

 IMG_2464

IMG_2630

Esse post vai ser curtinho, pois a eletricidade está prestes a me abandonar. Aqui falta luz três horas por dia, todos os dias. E apesar do meu prédio ter gerador, nem sempre ele funciona. Então serei breve. Mas antes de ir embora, quero dividir com vocês uma receita extremamente simples que provei no dia que cheguei aqui e que me conquistou. Se a melhor maneira de chegar no coração de alguém é mesmo pelo estômago, então é certo que me apaixonarei perdidamente por Beirute.

 IMG_0467

Abobrinha grelhada com tahine

Provei essa receita no restaurante Mezyan, no bairro chamado Hamra. O prato original era frito, mas como não gosto de fritura resolvi grelhar minha abobrinha e fiquei ainda mais feliz com o resultado. Também acrescentei coentro, porque acho que tahine adora coentro. Essa receita não precisa de medidas exatas, basta fazer a quantidade de abobrinha que você quiser ou tiver na geladeira e molho suficiente pra regar tudo de maneira generosa.

Abobrinha italiana, em fatias

Coentro fresco, picado

Sal e pimenta do reino a gosto

Azeite

Molho de tahine (receita aqui)

Idealmente use uma grelha ou chapa. Uma frigideira pesada é a segunda melhor opção. Aqueça a grelha com um pouco de azeite. Disponha as fatias de abobrinha, tempere com sal a gosto e deixe grelhar até tudo ficar bem dourado. Vire as fatias, tempere com mais um pouquinho de sal e grelhe do outro lado.

Cubra com o molho de tahine, tempere com pimenta do reino a gosto e jogue o coentro picado por cima. Sirva quente ou em temperatura ambiente.