Sushi na tigela

Desde ontem tem algo não identificado no meu estômago (Vírus? Bactéria? Um alien?) e não estou me sentindo muito bem. Por isso o post de hoje será breve, mas, como nem adoentada eu perco o apetite, saboroso.

Ultimamente tenho sentido vontade de comer meus deliciosos makis veganos frequentemente, mas como a preparação deles é longa e eu ando cheia de afazeres, acabei criando uma receita muito mais prática e rápida: preparo uma versão simplificada e sirvo na tigela, tudo misturado. Enrolar os makis é a parte mais trabalhosa, então cortando essa etapa o prato fica pronto em menos de meia hora. E como cansei de corrigir o pessoal que sempre chama maki (os rolinhos) de sushi (os montinhos), decidi me render e chamar minha criação de “sushi na tigela”.

Sei pouquíssima coisa sobre culinária japonesa, mas posso afirmar que essa receita está bem longe de ser tradicional. Porém ela é deliciosa, prática e nutritiva. E parece que tem poderes curativos (o arroz acalmou meu estômago, o alho e todo esse gengibre me deixaram mais fortinha)…

Sushi na tigela

Use essa receita como guia e varie os vegetais de acordo com o seu gosto. No lugar da cenoura você pode usar brócolis, abobrinha italiana (cozinhe como a cenoura), pepino, ou uma mistura. Substitua o abacate por manga ou sirva as duas frutas ao mesmo tempo, pra criar uma tigelada pra lá de especial.

3/4x de arroz cru (arroz tai é o meu preferido aqui, mas use o que preferir, branco ou integral)

100g de tofu firme

2 cenouras médias, cortada em palitos finos

1/2x de abacate em fatias

2 folhas de alga nori

2cs de gergelim

Óleo de gergelim (ou azeite)

Molho de soja (shoyu) pra servir

Marinada

1cs de gengibre fresco ralado

2 dentes de alho ralados

3cs de molho de soja (shoyu)

2cs de suco de limão

1cs de melado, açúcar mascavo ou xarope de agave (usei geleia natural-sem açúcar-de figo)

2cs de água

Misture todos os ingredientes da marinada e reserve. Esprema o tofu entre as mãos pra retirar o máximo de água possível e corte em cubos pequenos. Cubra o tofu com a marinada, misture bem e deixe descansar enquanto prepara o resto da receita.

Cozinhe o arroz, sem sal, até ficar macio. Toste o gergelim em uma frigideira (seca), sobre fogo médio, até começar a pipocar. Transfira pra um recipiente pequeno e reserve. Usando um pegador de macarrão, toste as folhas de nori, uma de cada vez, diretamente sobre a chama do fogão (passe toda a extensão da folha a alguns centímetros do fogo, até ficar bem crocante). Esfarele as folhas crocantes entre os dedos, criando flocos pequenos. Reserve.

Aqueça um fio de óleo de gergelim em uma frigideira grande e doure a cenoura em palitos durante alguns minutos. Junte 1/2x de água e cubra. Quando a água evaporar totalmente (a cenoura vai amolecer um pouco, mas continuar ligeiramente crocante) empurre o legume pros lados e despeje o tofu e a marinada no centro da frigideira. Cozinhe em fogo baixo, mexendo de vez em quando, até todo o líquido evaporar. Misture o tofu com a cenoura e deixe cozinhar mais um minuto.

Distribua o arroz em duas tigelas médias e cubra cada porção com metade da mistura tofu-cenoura e metade do abacate fatiado. Polvilhe com os flocos de nori e o gergelim tostado. Sirva regado com um pouco de shoyu. Pode ser degustado quente ou em temperatura ambiente. Rende duas porções.

12 comentários em “Sushi na tigela

  1. Olá !
    Este prato existe sim na culinaria japonesa e se chama “donburi” .
    Coloca-se diversos tipos de ingredientes com modos de preparos diferentes.
    Há também o “tirashizushi” ; o arroz é temperado como no sushi e por cima dele vai sashimis,tempura….
    abs,
    Inessa

  2. Eu acho o tofu muito versátil , principalmente o tofu firme mas realmente ele precisa ser marinado pra ganhar mais sabor ( se bem que eu gosto dele in natura tb, acho que refresca o paladar, como no missô). Aqui em casa nao tenho problemas com isso, meu filho que adora falar que é carnívoro , adorou, mas ele adora culinária japonesa e gosta de experimentar novos sabores. Acho que muito do preconceito com o tofu vem de um paladar viciado em carboidratos refinados, excesso de gordura e açúcar.
    Apenas pra comentar, estou de dieta e achei que o prato fosse ficar super calórico devido ao gergelim, abacate e arroz tailandes, mas depois que coloquei os ingredientes no contador de calorias, vi que o medo era infundado pois o prato é equilibrado e leve.
    Ah, minha única dificuldade com a receita foi a parte da folha de nori na chama do fogão preciso treinar mais!

    1. Acho que parte da “tofufobia” foi causada por experiências ruins com o tofu no passado. Nem todo restaurante sabe preparar tofu, por isso sempre fico com medo de comer tofu fora de casa. E o tofu sedoso é ainda mais versátil que o firme, Renata, pois pode ser usado em um número enorme de receitas (tanto doces como salgadas). Boa sorte no treino com a folha de nori:)

  3. fazia tempo que eu queria experimentar esse prazo. fiz hoje pra jantar e adoramos. meu marido repetiu até não aguentar mais. obrigada, sandra, por todas as inspirações deliciosas que você traz pra nossa vida. o papacapim é um guia quase diário pra culinária e pra vida. um beijo grande em você!

    1. Muito obrigada, Natália. Fico feliz em levar inspiração pra sua cozinha e espero continuar enchendo a barriga da sua família com as minhas receitas 🙂

  4. Você ajuda muita gente… obrigada! Fiz e minha namorada adorou. Fiz com sobra do arroz integral cateto, feito na panela elétrica. Contudo, não achei abacate bom na feira e resolvi colocar nabo ralado, como nos restaurantes japoneses. Ficou bom. Adorei aprender o tempero do tofu, foi o pulo do gato. VALEU! Beijos

Deixe uma resposta