Como preparar vagem

Vagem refogada

Vagem é um dos meus legumes preferidos, mas infelizmente é um dos que são mais mal tratados nas cozinhas que visitei. Na França, onde eles comem muita vagem, esse legume é cozinhado (na água ou no vapor) até ficar tão mole que até uma pessoa sem dente consegue mastiga-lo. Além da textura ser desagradável quando ele é cozinhado dessa maneira, a maior parte do sabor vai embora (sem falar nas vitaminas perdidas).

Vocês já perceberam que na série “Como preparar…” quase sempre aconselho fazer o legume em questão refogado, sem água nenhuma? Esse é o meu método preferido pra preparar legumes (em segundo lugar vem a preparação no forno) e funciona com quase tudo que trago da feira. Adoro refogar legumes porque além de ficar pronto em pouco tempo, o calor forte intensifica os sabores e posso controlar melhor a textura, que prefiro quase sempre “al dente”.

Além de deliciosa a vagem é uma leguminosa (da família dos feijões, lentilhas e grão de bico), mas fica pronta muito mais rápido do que os outros integrantes desse grupo. Pros veganos e vegetarianos, e todas as pessoas que estiverem procurando reduzir seu consumo de carne, isso é uma maravilha! Lembrem que pra formar uma proteína vegetal completa precisamos combinar um cereal (arroz, milho, trigo) com uma leguminosa. Então nos dias que precisar de uma refeição completas, mas que fique pronta em poucos minutos, a vagem é a resposta.

Seguem algumas receitas pra inspirar vocês. A primeira é bem simples e explica como preparar uma vagem deliciosa em poucos minutos. As outras são saladas que faço frequentemente aqui em casa, usando vagem refogada e os ingredientes que acho que mais combinam com ela (tomate e vagem foram feitos um pro outro). O segredo pra deixar essas saladas ultra saborosas é temperar a vagem ela quando ainda estiver bem quente (assim ela absorve melhor os sabores) e não ter medo de ser generoso(a) com o azeite. A terceira salada é um prato completo, pois combina a vagem (leguminosa) com um cereal (pão), e é um almoço (ou jantar) perfeito pros dias mais quentes.

Vagem refogada

Lave a vagem e corte em rodelas fininhas. Aqueça um fio de azeite em uma frigideira funda e refogue o legume, em fogo alto, durante um minuto. O calor intenso vai grelhar ligeiramente a vagem e concentrar os sabores. Baixe o fogo e deixe cozinhar coberto, sem acrescentar água, até ficar macio, mas ainda crocante. É importante não cozinhar demais a vagem, pois ela é muito mais saborosa se degustada “al dente”. Empurre o legume pros cantos da frigideira, deixando um espaço livre no centro. Despeje um pouquinho de azeite e frite alguns dentes de alho cortados em fatias finíssimas (a quantidade vai depender do seu gosto). Quando o alho estiver bem dourado misture com a vagem refogada e tempere com sal e pimenta do reino a gosto. Sirva regado com mais um fio de azeite.

 

Salada de vagem com tomate e espinafre

Essa salada também é deliciosa só com tomates e cebolinhas, então o espinafre é opcional. Se omitir o espinafre use 3 tomates (ao invés de 2).

2x de vagem, cortada em pedaços médios

2 dentes de alho, em fatias fininhas

2x de espinafre, picado

1/2x de cebolinha verde picada (a parte branca e um pouco do verde)

2 tomates maduros, cortados em cubos pequenos

Azeite, vinagre balsâmico, sal e pimenta do reino a gosto

Prepare a vagem (com alho) como na receita acima. Quando ela estiver cozida apague o fogo e junte imediatamente (na mesma frigideira) o espinafre, os tomates e a cebolinha. Tempere com bastante azeite, um pouco de vinagre balsâmico, sal e pimenta do reino a gosto. Sirva essa salada morna ou em temperatura ambiente. Rende 2 porções.

 

Salada de vagem e pão grelhado com tomate e manjericão

Use um pão rústico, de preferência integral e com sementes. O bom de fazer saladas com pão é que ele não precisa estar fresquinho, então é uma ótima maneira de usar aquele pedaço de pão dormido que está sobrando na cozinha. Essa é a minha receita preferida com vagem.

3x de vagem, cortada em rodelas finas

2-4 dentes de alho (dependendo do seu gosto)

4 tomates maduros

2x de pão rasgado em pedaços pequenos (usei pão estilo árabe integral)

Um punhado de manjericão fresco

Azeite, vinagre balsâmico, sal e pimenta do reino a gosto

Aqueça uma frigideira grande e funda. Despeje os pedaços de pão e regue generosamente com azeite. Deixe dourar, mexendo de vez em quando, até os pedaços de pão ficarem bem crocantes. Tempere com sal e deixe o pão grelhado esfriar sobre um pano de prato limpo (se você colocar o pão quente em um prato, o vapor que ele liberará vai deixa-lo mole). Prepare a vagem, com a quantidade de alho que preferir, como na receita de vagem refogada. Quando a vagem estiver cozida desligue o fogo e junte os tomates. Tempere com 2cs de azeite, 1cs de vinagre balsâmico, sal e pimenta do reino a gosto. Junte o manjericão e os pedaços de pão grelhado e misture mais uma vez. Sirva imediatamente, enquanto o pão ainda estiver crocante. Rende 2 porções como prato principal ou 4 porções como acompanhamento.

20 comentários em “Como preparar vagem

  1. Também amo vagem, mas quando como fora geralmente fico muito triste…
    E também fico triste com as vagens vendidas por aí, passadas do ponto, moles, com as sementes crescidas demais. Por isso, quando morava na casa de meus pais, eu mesma plantava. O sabor é outro!

    Posso colocar minhas receitas?
    Uma é vagem refogada ao vinho branco. Corte as vagens com mais ou menos 7 cm. Refogue no azeite, tempere com sal e logo coloque 1/3 de copo de vinho branco seco. Quando a mistura secar, polvilhe pimenta do reino moído de maneira bem grossa e sirva.

    A outra receita é japonesa: escalde as vagens em água fervente com um punhado de sal. Escorra quando estiver al dente, e esfrie na água fria. Seque. à parte, faça um molho com uma colher de chá de gengibre moído, 1/3 (ou menos) de colher de chá de açúcar e 1 colher de chá de shoyu. Misture as vagens cortadas em 5cm, na diagonal, com o molho acima e sirva logo a seguir.

  2. Que notícia maravilhosa!! Aprendi a amar vagem com a sua família, mas (santa ignorância) eu não tinha atinado que ela é uma leguminosa… Agora tenho uma solução rápida e nutricional quando não tiver nenhum outro grão cozido… Vou fazer uma receita hoje mesmo!

  3. Olá!!!
    Faz pouco tempo que comecei a acompanhar o seu blog, pois há meses venho mudando a minha alimentação e me esforçando bastante para tirar carnes do meu cardápio. E como tenho pouca experiência na cozinha, comecei há cozinhar há pouquíssimo tempo e tenho apenas 20 anos, comecei com a receita de vagem refogada! Na verdade, faz apenas alguns minutos que “devorei” o prato. Minha mãe estranhou um pouco de refogar o legume sem água, e insistia para que eu acrescentasse, mas segui como você disse e estava deliciosa!!
    Próxima receita sua que eu fizer, volto à comentar. 🙂
    Até mais!

  4. Adorei teu blog! Hoje fiz vagem, deixei cozinhar pouco, uns 6 minutos, colocando as vagens quando a água já estava fervendo. Escorri, tirei o fiozinho, e depois coloquei azeite de oliva, pimenta preta e casquinha de limão raspado na hora, ficou muito bom. Um abraço e vounseguir teu blog, pois mesmo não sendo vegana a minha alimentação tem muita verdura, legumes e vegetais o que tem de melhor na natureza!

  5. oi! achei o blog através desse post, que achei bárbaro. não sabia que a vagem era tudo isso. sabe dizer se dá para congelar ela crua, ou só preparada mesmo? obrigada!

  6. Legal Sandra. Vou ” TIRAR PROVEITO ” de duas coisas do seu blog. 1º – a receita de salada de vagem com pão grelhado . Farei amanhã mesmo para acompanhar uma bacalhoada . 2ª – A dica de deixar que o pão esfrie por sobre um pano de prato para que não murche. muito bom. Faz todo o sentido. Gostei do blog. Depois passarei aqui novamente . Sei que não é BBB mas não custa nada dar mais uma espiadinha , né ? Parabéns. Obrigado.

  7. Vou fazer vargem pela primeira vez, olhei as receitas e vou fazer uma todos os dias ; so não sei onde é q fica o fio , p ser tirado ?

  8. Sou vegetariana a muitos anos , como quase todas as verdura e tinha um ranço da vagem . Comecei comprar verdura congelada e veio misturada e não percebi . morri de amor pela vagem , hoje eu faço ao forno com batatas, cenouras e também coloco no arroz . Não como feijão então substitui bem !!

Deixe uma resposta