Perfeito pra acompanhar o café

bolo de melado e especiarias

Estou atualmente na França, visitando a família francesa, e como eles são onívoros super abertos e adoram meus quitutes vegetais, fiz várias delícias desde que cheguei aqui. Vou tentar postar algumas receitas nos próximos dias, mas pra não sacrificar muito o precioso (e curto) tempo de férias, vou tentar conter minha verborragia e ser breve.

A primeira receita doce que postei aqui foi um bolo de especiarias francês, “pain d’épices”, que eu adorava degustar quando morava em Paris. Ele ainda é um dos meus bolos preferidos: intenso, rústico, timidamente doce e, com se isso não fosse suficiente, é integral e sem açúcar. O sabor? Se um pão de mel cruzasse com uma soda preta (bolacha macia de rapadura, muito apreciada no interior do Nordeste brasileiro), o filhote seria esse bolo. É o acompanhamento perfeito pro café da tarde.

bolo de melado e especiarias1

Postei essa receita há mais de dois anos e meio e nesse ínterim a maneira como cozinho evoluiu bastante (a qualidade das minhas fotos também, felizmente). A receita antiga tinha margarina e faz tempo que esse ingrediente saiu da minha cozinha (por razões de saúde, mas também de sabor). Hoje eu prefiro fazer bolos com azeite e a receita antiga estava precisando de uma atualização. Nessa versão também indico as medidas em xícaras, ao invés de gramas e mililitros. Fiz outras pequenas alterações, como o acréscimo de aveia, e simplifiquei a mistura de especiarias. A versão 2012 do bolo ficou ainda melhor e mais fácil de preparar, então resolvi mudar até o nome: agora a minha adaptação do pain d’épices francês se chama “bolo de melado e especiarias”.

bolo de melado e especiarias3

Bolo de melado e especiarias

Como expliquei acima, esse bolo, adoçado unicamente com melado, é menos doce do que bolos tradicionais. Como toda a farinha é integral, a textura é ligeiramente densa. Se você está procurando um bolo doce e bem fofo, essa receita não é pra você. Mas se você gosta de rapadura e bolos com caráter forte, siga em frente e você não vai se decepcionar. As lascas de amêndoas desempenham um papel puramente estético, logo são absolutamente dispensáveis.

1x de mel de engenho (melado)

1x de leite vegetal (uso leite não adoçado, mas você pode usar um leite adoçado se quiser um bolo mais doce)

3/4x de azeite

1 1/2x de farinha de trigo integral

1/2x de farinha de aveia* (ou farelo de aveia)

2cc de canela

1cc de gengibre em pó

1/2cc de noz moscada ralada

1cc de bicarbonato de sódio

Um punhado de amêndoas em lascas (opcional)

Pré-aqueça o forno em temperatura média. Coloque o melado, leite vegetal e azeite em uma panela pequena e aqueça em forno baixo. Mexa bem pra dissolver o melado e desligue o forno quando a mistura amornar (não deixe esquentar demais). Misture a farinha, aveia, especiarias, bicarbonato e sal e despeje a mistura líquida por cima. Mexa delicadamente (um batedor manual estilo “fouet” é perfeito pra misturar a massa) até incorporar os ingredientes secos aos molhados. A massa é mais líquida do que massas pra bolos tradicionais. Unte (com óleo) e enfarinhe uma forma pequena. Despeje a massa na forma, cubra com as amêndoas em lascas, se estiver usando, e leve ao forno. Pra testar o cozimento, insira uma faca no centro do bolo: ele está pronto quando ela sair limpa. Cuidado pra não assar demais, ou o bolo ficará seco. Esse bolo fica ainda mais gostoso no dia seguinte, então o ideal é prepara-lo na véspera da degustação.

*Eu faço minha farinha de aveia triturando aveia em flocos no liquidificador.

28 comentários em “Perfeito pra acompanhar o café

  1. E eu estava planejando fazer o pain d`épices! Adoro especiarias, aquele bolo cheiroso… Hmmm!
    Achei diferente usar azeite em bolo! Não deixa o gosto esquisito?
    Se quiser um bolo menos denso pode fazer 1/2 farinha integral e 1/2 branca?
    Espero que esteja curtindo muito as férias e descansando depois do período triste que novamente a humanidade viveu na Palestina…
    Beijo pra você e para Anne!

    1. Garanto que se você usar um azeite suave ele desaparece completamente embaixo do melado e especiarias. E o objetivo é fazer um bolo denso, mesmo, então pode usar a farinha toda integral. Não estou descansando muito, natal na França é meio estressante, mas nada que se compare com o estresse de antes das férias… Beijos pra você, Aline.

  2. Olá, Sandra! Acompanhamento de café é mesmo o que eu adoro! Já tinha visto a receita do pain d’épices aqui no blogue e tinha me ficado na cabeça e agora estou muito curiosa para experimentar esta versão!
    Desejo-vos umas ótimas férias, vocês precisam mesmo de descanso e relaxar depois de tudo…E que o Natal seja feliz e que o novo ano traga mais amor e compreensão para todas as pessoas.
    Beijinhos

  3. Excelente partilha Sandra! Parece muito o meu género de bolo, e realmente perfeito para acompanhar um café! Às vezes até adoço o meu café com melaço, por isso sei que são uma ótima combinação 🙂
    As amêndoas também dão um toque especial ao bolo… E já para não falar na qualidade das fotografias!
    Beijinho

    1. A fotografia entrou na minha vida graças ao blog e hoje é uma das minhas (inúmeras) paixões. A soda preta, que mencionei no post, à base de rapadura ou melado (não sei qual dos dois), é sempre degustada com um cafezinho lá na minha terra, então você já descobriu uma das nossas combinações clássicas:)

  4. Hmmm bolinho com café! Mas tenho a mesma dúvida ali de cima: com azeite não fica estranho? É azeite de oliva que você usa mesmo?

    Descobri teu blog por acaso há alguns meses e desde então sempre visito, curto demais essa pegada saudável das receitas

    Bjo!

    1. Carol, como disse à Aline, pode usar o azeite sem medo que o gosto não fica nada estranho. Eu não sou a única a fazer sobremesas com azeite. Os italianos têm várias receitas tradicionais de bolo e torta com azeite também.

  5. Eu fiz! Maravilhoso este bolo, mas para variar eu fiz algo errado.
    Eu minha teimosia. Invoquei que não era preciso untar e enfarinhar a forma( usei uma de bolo inglês). Pois bem, o resultado só poderia ser catastrófico. Na hora de desenformar o bolo grudou, não saia nem por reza, daí foi na ignorância mesmo. Bate daqui, bate dali,e o bolo finalmente saiu…em pedaços.
    Virou uma farofa de bolo. Mas tenho plena consciência de que o resultado foi fruto da minha teimosia, portanto apesar de tudo, a receita está aprovadíssima.
    bjs
    Susana

  6. Sandra, adoro o seu blog. Realmente, fazia falta um blog desse gabarito, escrito em português. Aproveito muito suas dicas, receitas e conhecimento sobre nutrição. Parabéns!
    Bjs
    Bel

    1. Agnes, nunca conto as calorias das minhas receitas, então não posso te dar informações sobre isso. Talvez na sua terra seja diferente, mas de onde eu venho melado e mel de engenho são exatamente a mesma coisa.

  7. Hum… perfeito para acompanhar café, café com leite, tchai, salada de fruta ou para comer desacompanhado! 😉
    Não tenho melado, por isso coloquei açúcar mascavo (a metade da medida) e umas uvas passas, um pouco de coco ralado (não adoçado) e o gengibre teve que ser ralado também (o em pó acabou).
    Esperava um bolo denso, mas ficou mais fofo do que os outros que estávamos fazendo (os não vegans).
    Delicioso!
    Coloquei umas fotinhos no blog:
    http://arranhoes.blogspot.com/2014/03/the-best-cuisine.html

    1. Fui lá no seu blog dar uma olhada nas fotos das receitas 🙂 Acho que o seu bolo ficou mais fofinho porque você usou açúcar no lugar do melado, Gerusa. O tipo de farinha também influencia muito o resultado final: quanto mais integral, escura e densa, mais denso será o bolo. Mas se você gostou, então ótimo!

  8. Agora tá entrando hihihi Sandra deixa eu te perguntar, você acha que substituir o melado por açúcar mascavo é heresia? Aushauahauah sou doida pra fazer essa receita mas melado, pelo menos ao de já encontrei, é muito caro :se beijos

    1. Heresia não é 🙂 mas você vai ter que compensar usando mais líquido na receita e, sinceramente, o sabor do melado é essencial aqui. Mas se testar me diga como ficou.

  9. Sandra, não sou vegana nem vegetariana, mas prezo por uma alimentação com muita saúde. Estou simplesmente apaixonada pelo seu blog, parabéns! Certamente farei várias das suas receitas. Acabei de fazer este bolo e está no forno. Apenas diminuí a quantidade de azeite para 1/2 xícara, pois achei muita gordura. Depois conto como ficou, mas o cheiro está divino!!!

  10. Sandra, precisei voltar aqui pra comentar outra vez. Acabei de tirar o bolo do forno (no meu, que não é muito forte, precisou de 40 min pra assar). Que bolo é esse, gente do céu??? Lindo, cheiroso, macio e com camada de cima crocante. Simplesmente DIVINO, um dos bolos mais saborosos que já provei! Se não tivesse sido eu mesma quem fez, não acreditaria que é 100% integral. Ah, e deu mega certo com uma quantidade menor de azeite! Parabéns pela receita e muito obrigada por compartilhar! Maravilhosa!!! Certamente repetirei muitas e muitas vezes!

    1. Ainda bem que você voltou pra dizer como ficou o bolo! Fiquei aqui torcendo pra dar tudo certo no seu forno 🙂 Fico muito feliz por você ter gostado do meu bolo, ele ainda é o meu preferido.

  11. Olá. Fiz o bolo e ficou uma delícia. Fiz algumas alterações: adicionei cravo às especiarias, amendoim por cima e um dentro, água ao invés de leite vegetal e óleo de girassol no lugar de azeite, ah usei o melado batido tbm. Gratidão por compartilhar! 🙂

  12. Melhor bolo que eu comi depois que eu virei vegano. Minha mãe amou também, ela comprou 3 litros de mel de engenho, a gente já vai fazer outro essa semana.

Deixe uma resposta