Salada de rúcula e morango com redução de vinagre balsâmico

Não publico muitas receitas de entradas (saladas ou sopas) porque no dia a dia prefiro preparar pratos completos. É mais prático, rápido e suja menos louça. Só faço saladas leves pra acompanhar pratos mais pesados, como minha lasanha preferida ou gratin dauphinois, e essas saladas são tão simples que não são exatamente uma receita. Geralmente rasgo uma grande quantidade de alface ou outra folha, tempero com azeite e um pouquinho de vinagre e pronto. Nem sal eu coloco. Mas hoje vez fiz uma saladinha bem fresquinha (não no sentido literal) e ficou tão boa que resolvi fazer uma exceção.

Muitas luas atrás comi uma salada que tinha tudo pra ser estranha, mas que era na verdade muito boa, em um restaurante em Jerusalém. A salada tinha rúcula, vinagre balsâmico e, a parte estranha, morango. Acho que tinha outros ingredientes também, mas só lembro desses três. Não era um prato espetacular, mas achei original e bem gostosinho e decidi que um dia ia fazê-lo em casa. Hoje eu tinha uma mistura de rúcula e outras folhas verdes na geladeira e uns morangos que precisavam ser comidos então decidi que esse dia tinha chegado. Mas ao invés de temperar a salada com vinagre balsâmico, resolvi fazer uma redução de vinagre balsâmico. A diferença é enorme!

É um negócio muito, muito simples, mas que deixa o prato mais banal com cara de que foi preparado por um chef. Basta ferver vinagre balsâmico durante alguns minutos até ele reduzir pela metade e ficar com cara de calda de chocolate. O sabor se torna mais intenso, mas ao mesmo tempo mais delicado, a acidez diminui e umas notas frutadas aparecem. Misturado ao doce perfumado do morango e ao apimentado da rúcula, pois não é que a salada ficou uma maravilha? Ainda melhor do que a do restaurante. Essa salada faz parte da categoria de receitas “esforço mínimo, recompensa máxima”. Se estava procurando uma entrada diferente pro próximo jantar entre amigos, acabou de achar.

 

Salada de rúcula e morango com redução de vinagre balsâmico

Essa salada fica boa só com rúcula ou com uma mistura de folhas, mas pelo menos metade deve ser de rúcula. É importante usar uma panela bem pequena pra fazer a redução, pois ela fica bem espessa e é difícil raspá-la do fundo da panela (quanto maior a panela, mais vinagre será desperdiçado por ter ficado colado no fundo). Você também pode fazer uma quantidade maior de redução e guardar o resto na geladeira. A redução pode ser usada pra temperar todo tipo de salada crua.

2 punhados de rúcula (usei uma mistura de rúcula, agrião, folhas de beterraba e acelga verde)

6-8 morangos

1/2x de vinagre balsâmico

Azeite, sal e pimenta do reino

Prepare a redução: ferva o vinagre balsâmico na menor panela que tiver até reduzir pela metade (alguns minutos são suficientes, então não saia de perto). Coloque um punhado de rúcula no prato que for servir, regue com um fio de azeite e tempere com uma pitadinha de sal e outra de pimenta. Disponha 3-4 morangos (dependendo do tamanho) cortados em quatro sobre as folhas e regue com metade da redução de vinagre balsâmico. Repita a operação com a outra porção e sirva imediatamente. Rende 2 porções.