Arroz com tomate e milho

Além de não ser fã de macarrão, eu não gosto muito de arroz. Nem de batata, caso estejam interessados em saber. Meu desgosto por carboidratos brancos é geral e a razão não é, como alguns podem imaginar, porque eles são pobres do ponto de vista nutricional, mas sim porque são pobres do ponto de vista gustativo (na minha opinião). Mas a outra residente da casa adora arroz (e macarrão e batata), então sou obrigada a cozinhá-lo de vez em quando. Como só ela come, acaba sempre sobrando um pouco. No dia seguinte me deparo com aquele resto de arroz que não é suficiente pra duas porções, mas que precisa ser consumido. Pra resolver o problema faço salada de arroz (misturando com legumes crus e temperando com azeite e vinagre balsâmico), mas se o tempo estiver frio uso uma das duas receitas abaixo. O que mais gosto nessas receitas, além da praticidade e grande capacidade de adaptação, é que no final tem mais legumes do que arroz. Elas não pertencem à grande gastronomia, mas fazem parte de um grupo ainda mais bacana: o das receitas improvisadas, que limpam os restos da geladeira e transformam legumes solitários em uma refeição gostosa.

Arroz com tomate e milho

Normalmente faço essas receitas com uma xícara de arroz, mas dobrei as quantidades pra fazer uma porção mais generosa, pois imagino que vocês gostam um pouco mais de arroz do que eu. Fiz muito essa receita quando trabalhava como baby-sitter em Paris e as crianças adoravam. Se você tem criança em casa, não deixe de experimentá-la.

1 cebola picada
4 tomates picados
2 dentes de alho picados/amassados
2x de milho fresco ou cozido
2x arroz cozido
2cs de azeite
1 pitada generosa de orégano seco
Sal e pimenta do reino a gosto

Aqueça 1cs de azeite e doure a cebola. Junte o alho e deixe cozinhar mais 30 segundos. Acrescente o milho e deixe cozinhar, coberto, em fogo baixo. Quando o milho estiver macio junte os tomates e deixe cozinhar, coberto, até eles começarem a se desintegrar. Se estiver usando milho cozido coloque o milho e o tomate na panela ao mesmo tempo. Depois que os tomates virarem um molho espesso acrescente o arroz e o orégano e cozinhe mais um pouco, até o arroz ficar bem quente. Tempere com sal e pimenta do reino. Antes de servir regue com o resto do azeite. Rende 2-3 porções como acompanhamento.

Arroz asiático

Esse arroz asiático fica uma delícia acompanhado de tofu marinado com shoyo e gengibre ou com legumes (brócolis, cenoura) refogados. Ele não é tradicional, nem é aquele arroz frito que encontramos nos restaurantes chineses, mas é saboroso e mais leve, o que pra mim é uma qualidade.

2x de arroz cozido (melhor se da véspera)
1 cenoura ralada (ralo grosso)
1x de repolho em fatias fininhas
1/2cebola em fatias
1/2pimentão, vermelho ou verde, em tirinhas
2 dentes de alho picados/amassados
1cs de gengibre fresco ralado
1cs de óleo (se possível, de gergelim)
1cs cheia de gergelim tostado
1cs de vinagre de arroz (na falta, use o que tiver em casa)
shoyo

opcional: broto de soja e cebolinha verde

Aqueça o óleo e doure a cebola. Junte o alho e o gengibre e deixe cozinhar mais 30 segundos. Junte a cenoura, o repolho e o pimentão e refogue durante alguns minutos. Os legumes devem amolecer só um pouco. Junte o arroz e cozinhe mexendo até ele ficar bem quente. Desligue o fogo, junte o broto de soja (se estiver usando) e tempere com o vinagre e shoyo a gosto. Sirva polvilhado com gergelim tostado e cebolinha picada (se estiver usando). Rende 2-3 porções como acompanhamento.