Cosméticos naturais

No último post dei as seguintes dicas pra diminuir o número de produtos tóxicos que entra no organismo através da pele e ajudar a acabar com o sofrimento inútil de animais em laboratórios:

1- Reavalie suas necessidades em cosméticos e use somente o necessário.

2-  Não compre cosméticos que foram testados em animais.

3- Prefira produtos/cosméticos naturais, pois geralmente eles são mais seguros e éticos.

4- Fabrique seus cosméticos em casa, utilizando ingredientes naturais.

O post de hoje é sobre a dica número 4. Eu ainda sou uma noviça em matéria de fabricação artesanal de cosméticos, mas tenho o orgulho de fazer o meu próprio desodorante e minha própria pasta de dentes (que na verdade é um pó) há mais de um ano. Fazer cosméticos em casa pode parecer complicado e talvez até arriscado, mas esses dois produtos usam ingredientes simples, a preparação leva menos de um minuto e são extremamente eficazes. E o melhor de tudo é que graças a essas receitas pude substituir talvez os dois produtos mais carregados de substâncias nocivas pra saúde.

O perigo dos cremes dentais

Todo mundo aprendeu que pra manter os dentes saudáveis temos que escová-los todos os dias, mas esqueceram de nos dizer que o essencial pra limpeza dos dentes é a escova e o fio dental. Creme dental, além de dispensável, é tóxico! Dentro do inocente tubo de pasta de dentes tem produtos químicos que ninguém deveria colocar no organismo. Como lauril sulfato de sódio, um detergente que irrita as mucosas e pode causar descamação da boca, provocando feridas e aftas. Cremes dentais também contêm triclosan (uma substância química suspeita de causar câncer), parabenos (que podem contribuir pro desenvolvimento de tumores cancerígenos), sorbitol (adoçante artificial), flavorizantes (responsáveis pelo sabor e efeito refrescante) e muito mais. E você ainda acha que flúor é essencial, pois protege os dentes contra cáries? O flúor pode afetar negativamente a nossa saúde em geral – pesquisas sugerem que ele aumenta a incidência de câncer e crescimento do tumor, transtorna o sistema imunológico, acelera o processo de envelhecimento, aumenta a artrite e causa danos genéticos. Ele entra na corrente sangüínea em poucos minutos depois que escovamos os dentes e faz todo esse estrago. Sabiam que o flúor é usado em inseticidas? Que se uma criança pequena engolir o conteúdo de um tubo de creme dental com flúor isso pode matá-la? Não faz o menor sentido tentar proteger os dentes de cáries e comprometer a saúde do corpo inteiro.

Felizmente a ação mecânica da escova é suficiente pra limpar os dentes, pode perguntar a qualquer dentista competente (fio dental também é essencial). Mas eu gosto de complementar a limpeza com meu “pó dental”, porque além de deixar os dentes ultra limpos ele desinfeta a boca e deixa o hálito com cheirinho de hortelã. E dizem que bicarbonato clareia os dentes também… Tudo isso sem nenhum produto químico pra poluir seu organismo e com a vantagem extra de ser muito mais barato que os cremes dentais do mercado.

Axilas tóxicas 

Temos cerca de 600 nódulos linfáticos no corpo, dos quais cerca de 50 estão nas axilas. O sistema linfático é a nossa principal defesa contra infecções. Ele é vital na hora de colocar pra fora as toxinas do corpo, aprisionar células estranhas, como bactérias e células cancerosas, e eliminá-las em seguida. O que acontece quando usamos desodorantes antiperspirantes? Os ingredientes tóxicos presentes nos desodorantes entram pelos poros, ficam presos dentro do corpo e vão se acumulando. E quem está ali do lado? Nossos seios, que viram verdadeiros lixões de toxinas. Sabemos que as toxinas podem provocar mutações das células, o corpo precisa liberá-las. Mas se o seu desodorante obstrui os poros, elas ficam retidas no organismo, prejudicando a circulação linfática na região da axila, o que pode se tornar um aliado no desenvolvimento do câncer. Usar um desodorante que não seja antiperspirante seria a solução? Desodorante, antiperspirantes ou não, são carregados de produtos tóxicos e como as axilas são verdadeiras portas de entrada pro organismo, não é uma boa ideia injetar todos esses produtos químicos no seu corpo.

Como resolver esses problemas

A resposta pra tudo que descrevi acima é: bicarbonato de sódio. Esse produto inocente que provavelmente já mora na sua cozinha é a salvação da lavoura. Graças ao seu poder desodorante, ele vai deixar suas axilas livres de mau cheiro sem poluir seu corpo. Já usei vários desodorantes e essa mistura caseira é mais potente do que muitos produtos que existem no mercado. Também é uma arma poderosa pra saúde dos dentes: limpa, clareia e ajuda a diminuir a acidez da boca, espantando as bactérias que causam mau hálito e cáries e prevenindo aftas. Você pode escovar os dentes com bicarbonato puro, é mais suave pro esmalte do dente do que o creme dental tóxico que está no seu banheiro, mas gosto de misturá-lo com argila branca (ela gruda na sujeira e deixa a boca ainda mais limpa) e um pouquinho de óleo essencial de hortelã pra deixar a boca e o hálito fresquinhos. Como eu expliquei no início do texto, as vantagens desses cosméticos naturais são muitas: não causam danos à sua saúde, são simples e rápidos de preparar e baratinhos.

 

Pó dental natural

Logo depois de misturado o aroma do óleo é discreto, mas depois de algum tempo tampado, seu pó de dente ganhará um perfume de hortelã mais intenso.

*Update 07/01: Uma leitora que é dentista deixou o seguinte comentário: “Acho importante salientar um cuidado a ser tomado quando são utilizados pós abrasivos como o bicarbonato de sódio ou a argila: a força e os movimentos empregados durante a escovação.” Use uma escova de cerdas extra-macias e escove com cuidado, sem utilizar muita força, caso contrário você corre o risco de desgastar o esmalte dos dentes. Pra reduzir ainda mais esse risco decidi só usar o pó uma vez por dia, antes de deitar, e usar a escova sozinha, com uma gotinha de óleo essencial de hortelã, no resto do tempo.

*Update 14/12: Há alguns meses mudei minha rotina de limpeza dental. Agora uso sempre a escova sozinha, as vezes com uma gota de óleo essencial de hortelã, e só uso meu pó dental uma vez por semana, com a maior delicadeza do mundo.

2cs de argila branca super fina

2cs de bicarbonato de sódio

10 gotas de óleo essencial de hortelã-pimenta (100% puro e natural)

Passe o bicarbonato por uma peneira fina, pois ele tem tendência a se compactar, formando pedrinhas. Junte o bicarbonato peneirado com a argila e misture bem. Transfira pra um potinho de vidro pequeno e acrescente o óleo essencial de hortelã. Tampe bem e chacoalhe pro óleo se misturar com o pó. Pra usar, molhe a escova de dentes e encoste as cerdas molhadas no pó.  Escove os dentes normalmente e enxague a boca.

 

Desodorante natural

Todo o poder do desodorante vem do bicarbonato. A razão de misturá-lo com amido de milho é pra deixar a mistura mais suave, diminuindo o risco de irritações na pele. Se sua pele não se irritar com as quantidades abaixo e você precisar de um desodorante ainda mais potente, pode alterar as proporções e usar 3cs de bicarbonato e 1cs de amido.

2cs de bicarbonato de sódio

2cs de amido de milho (maizena) ou polvilho

Peneire o bicarbonato e misture com o amido. Guarde em um potinho fechado. Modo de utilização: use um pincel de maquiagem grande, ou um disco de algodão, pra espalhar uma fina camada do desodorante sobre as axilas limpas e secas. Melhor aplicá-lo antes de se vestir, pro pó não cair na roupa (mas se cair, é só dar umas batidinhas com a mão e ele se vai).

73 comentários em “Cosméticos naturais

  1. Que legal! Amei suas dicas!

    Já tinha lido em outros blogs (em inglês) sobre dicas naturais como lavar o rosto com bicarbonato de sódio (http://happyherbivore.com/blog/ e por falar em Happy Herbivore, o posto de hoje é exatamente sobre cosmésticos industrializados e suas opções naturais) e tb dicas de limpeza de casa com vinagre e bicarbonato de sódio e sobre as maravilhas do óleo de coco para hidratar a pele (http://www.healthyveganrecipes.net/).

    Só fiquei com uma dúvida: a argila não seria muito abrasiva para os dentes? E sobre a mistura para o desodorante, eu sou alérgica a milho, principalmente ao amido de milho. Teria como substituí-lo por farinha de arroz ou mesmo por farinha de trigo?

    Abraços e continue postando essas dicas maravilhosas!

    Fernanda

    1. Bicarbonato serve pra exfoliar o rosto também e é bom contra espinhas. Na verdade ele serve pra tanta coisa que daria pra escrever um blog inteiro sobre as 1001 utilizações do bicarbonato de sódio. Com relação à abrasividade da argila, temos a sorte de ter uma dentista entre os leitores do papacapim e ela deixou uma dica super valiosa aqui nos comentários. Quanto ao desodorante, você pode usar polvilho no lugar do amido de milho. Minha mãe sempre usava polvilho (goma) nas dobrinhas dos bebes contra assaduras, é muito suave.

      1. Legal! Vou tentar isso. Quando morava no Brasil eu usava o desodorante da Natura que não contém alumínio e nem é testado nos animais. Maas desde que me mudei para o Canadá (há quase 3 anos) eu não consegui encontrar um desodorante bom que não contenha alumínio e que também não seja testado nos animais. Os naturais que usei até o momento vencem em poucas horas… :-S

        Vou tentar esta mistura e se der certo também vou indicar a uma amiga que é alérgica a desodorantes químicos 🙂

        Muito obrigada pela dicas 🙂

    2. Fernanda, pode utilizar o bicarbonato sem o amido. Só bicarbonato e água (solução saturada, aquela que dica com pó no fundo)

  2. Olá Sandra! Em primeiro lugar quero parabenizá-la pelo blog. Sigo-o há pouco tempo e sempre acho os “posts” muito interessantes. Como dentista, confesso que fiquei bastante curiosa e atraída por este último “post”. Achei muito interessante a proposta do pó dental e concordo integralmente com você que o que realmente promove a remoção da placa bacteriana é a escova e o fio dental. No entanto, acho importante salientar um cuidado a ser tomado quando são utilizados pós abrasivos como o bicarbonato de sódio ou a argila: a força e os movimentos empregados durante a escovação. O uso contínuo destes agentes de alta abrasividade com escovas de cerdas médias ou mesmo macias, utilizando força excessiva, pode desgastar severamente o esmalte dental a médio e longo prazos. Portanto, fica o alerta para que seja monitorada a técnica de escovação, bem como a utilização de escovas com cerdas extra-macias. Espero ter colaborado de alguma forma e coloco-me à disposição para maiores esclarecimentos. Este é o meu blog: http://simonecostaodontologia.blogspot.com/. Nele há um “post” sobre as lesões não cariosas, as quais incluem aquelas geradas por agentes abrasivos. Um abraço e mais uma vez parabéns pelo seu trabalho no blog.

    1. Simone, muito obrigada pelo esclarecimento. Com certeza essa informação é muito valiosa. Não é a primeira vez que escuto críticas com relação à abrasividade do bicarbonato, por isso tomo o cuidado de usar uma escova bem macia e escovar com delicadeza. Vou ser ainda mais cuidadosa de agora em diante. Faz mais de um ano que uso esse pó dental e como meu melhor amigo é dentista, passo regularmente pelo consutório dele pra conferir o estado dos meus dentes. Continuo sem cáries e com os dentes/gengivas super saudáveis, mas meu amigo insiste pra que eu volte a usar creme dental. Você também desaconselha totalmente o uso do pó dental ou acha que escovar suavemente e talvez reduzir a utilizaçao pra somente uma vez por dia seriam suficiente? Qual a sua opinião com relação ao flúor? Obrigada por compartilhar seus conhecimentos conosco.

      1. Olá Sandra! Bom, considero realmente que a melhor opção é reduzir o uso do pó dental, pois, mesmo com cuidados em relação à força empregada, poderá haver desgaste do esmalte. A questão é que existem também outros componentes que levam às lesões não cariosas (abrasão, erosão, abfração): tipo de dieta (ácida) e má oclusão são exemplos bem comuns. Sendo assim, a utilização de um agente abrasivo como o pó dental, associado a um destes fatores acima que mencionei, podem acelerar ou exarcebar a ação abrasiva, levando ao desgaste do esmalte. Alguns relatos na literatura levantam a hipótese de que a dieta vegetariana pode levar a uma maior susceptibilidade à ocorrência de lesões não cariosas, portanto, é válido ter cuidado. Espero ter esclarecido e qualquer coisa, estou à disposição. Um abraço e ótimo final de semana.

      2. Engraçado! Os cremes dentais orgânicos dos Estados Unidos possuem bicarbonato de sódio e carbonato de cálcio. Outro ponto é que estes cremes dentais comuns são muito abrasivos, possuem os nocivos flúor, lauril sulfato e adoçantes cancerígenos como a sacarina sódica. Cuidado com informações difundidas em escolas de medicina e odontológicas, elas são dominadas pela Indústria Farmacêutica e difundem ensinamentos distorcidos.
        O que demonstrou-se eficaz para a proteção dos dentes foram a vitamina D3 e o cálcio. A vitamina D3 pode somente ser obtida através de suplementos animais ou pela nossa exposição ao sol, de 10 às 14 h, com pelo menos 40 % do corpo exposto, sem filtro solar, até que a pele fique levemente avermelhada. Aconselha-se proteger o rosto com o uso de um chapéu ou viseira.
        Um produto alimentício que é realmente péssimo para a saúde dos dentes e extremamente abrasivo é o refrigerante que contém ácido fosfórico e ainda muito açúcar ou adoçantes cancerígenos.
        Caso tenha interesse, possuo um blog com mais informações:
        http://estaoteenvenenando.blogspot.com.br/2015/02/vitamina-d-cura-proibida.html
        http://estaoteenvenenando.blogspot.com.br/2014/10/video-sobre-os-maleficios-do-fluor.html
        http://estaoteenvenenando.blogspot.com.br/2014/09/fluor-mais-um-veneno-paises-que.html

  3. Uma coisa que também é boa sobre veganos: conheço um rapaz que simplesmente não precisa mais usar desodorante. A diminuição das toxinas por causa da alimentação sem carne e derivados de leite tornou o produto realmente supérfluo, porque o cheiro incômodo praticamente não aparece mais. Eu sou testemunha. Outro colega meu (aí já não comprovei, mas faz sentido) disse que trocou desodorante por leite de magnésia.

    1. Olá Carolina.
      Respondendo a sua colocação sobre o uso do leite de magnésia no lugar do bicarbonato de sódio faz todo sentido sim. Pois o mau cheiro causado na nossa transpiração é causado por substâncias químicas Ácidas (ácidos carboxílícos) e, o leite de magnésia é uma substância química oposta ao leite de magnésia, ou seja, ele é um alcáli, ou ainda uma base que vai neutralizar a ação das substâncias ácidas que causam o mau cheiro da nossa transpiração.

      1. correção. Quando na minha resposta à Carolina escrev que: o leite de magnésia é uma substância química oposta ao leite de magnésia, na verdade eu quis dizer que: o leite de magnésia é uma substância oposta aos ácidos que geram o mau cheiro na nossa transpiração. Desculpem-me.

  4. Ninguém aqui falou do juá!! Ví um a receita, há uns 2 anos atrás, cuja base do pó dental era pó de juá, mas ainda não experimentei…Se encontrar a receita aviso, tá?

    1. Meus pais usaram juá quando eram crianças e meus avós também. Também experimentei por um tempo: é só moer bem fininho a casca de juá seca. Achei ótimo (até espuma!), mas aqui onde moro não tem. Mas fica a dica pra quem tem acesso ao juá.

    2. Eu uso a cerca de 3 meses uma mistura de 1 cs de pó de juá + 1/2 cs de cravo em pó + 1/2 de canela em pó + 1 ramo grande de hortelã moída (uso o ramo porque tenho fresco no quintal de casa, mas pode colocar óleo essencial), limpa muito bem. Aqui tem um site que vende um pó dental http://www.pazemgaia.com.br/linhafeminina/serumpodental. Tem tbm uma escova feita de bambu biodegradável, velo muito sobre a pasta de dente porém raramente vejo algo sobre a escova, que é um vilão pro meio ambiente.

  5. Olá, Sandra.
    Venho acompanhando seu blog já há algum tempinho, e tenho aprendido tantas coisas legais e úteis!
    Eu vi os comentários sobre o bicarbonato na receita do pó dental… será que diminuir a proporção do bicarbonato no pó prejudicaria o resultado? E em que tipo de loja encontramos argila branca?
    E eu queria acrescentar uma coisinha, se você me permitir… as glândulas nas axilas são glândulas da pele que produzem principalmente sebo e suor, e não estão diretamente ligadas aos gânglios linfáticos (que não são glândulas). Obstruir essas glândulas pode alterar as características da pele, pode favorecer um aumento na população de algumas bactérias na pele, mas não vai interferir com o funcionamento do sistema linfático pois ele não depende dessas glândulas, ok?
    Só por curiosidade… a função do suor é ajudar no controle da temperatura corporal. A eliminação de toxinas é função principalmente dos rins e fígado.
    E acho importante lembrarmos que a pele, embora seja uma barreira de proteção, permite a passagem de várias substâncias para o interior do organismo. Existem medicamentos que são aplicados diretamente na pele, e fazem um efeito sistêmico (caem na circulação sanguínea e agem sobre vários órgãos); bem como existem casos de intoxicação e envenenamento pelo contato de substâncias químicas com a pele. Então, acho que se pudermos usar menos química, melhor 🙂
    Um abraço!

    1. Lia, você está certa. Eu quis dizer “gânglios linfáticos”, não glândulas. Achei no site da abrale (associação brasileira de linfoma e leucemia): “ Os gânglios linfáticos estão situados no pescoço, axilas e virilha.” Eu tenho tendência a preferir uma visão holística da medicina e muitos professionais dessa área afirmam que podemos liberar toxinas através da pele (embora você, mais uma vez, esteja certa quando diz que a função do suor é regular a temperatura do corpo).
      Sei que esse assunto é muito controverso, e talvez não devesse me aventurar com temas que não domino, mas acho tão importante alertar as pessoas do perigo dos tóxicos presentes nos cosméticos que resolvi me arriscar fora da minha cozinha. Depois de ler que Ricardo Chagas (secretario-geral da Sociedade Brasileira de Mastodologia) disse que não há estudos que comprovem a ação dos antiperspirantes sobre o câncer de mama, mas que há rumores que esse tipo de desodorante prejudica a circulação linfática na região da axila, e de ler no site do National Cancer Institut dos EUA “ Porque os estudos de antitranspirantes e desodorantes e o câncer de mama têm fornecido resultados conflitantes, pesquisas adicionais são necessárias para investigar esta relação”, achei mais sábio adotar o princípio de precaução. Pra mim, enquanto não provarem que o negócio é seguro, eu o considero perigoso. A indústria geralmente usa isso ao contrário: enquanto não comprovarem que o produto é nocivo, vamos considerá-lo seguro e nesse ínterim colocamos montanhas de substâncias suspeitas no corpo. Como você disse, a pele leva as substâncias que colocamos nela pra dentro do corpo, por isso é tão importante tomar muito cuidado com o que colocamos nela.
      Respondendo suas perguntas: acredito que você possa diminuir a quantidade de bicarbonato no pó dental sem problemas, afinal o mais importante pra limpeza é a escova e o fio dental. Você encontra argila branca em lojas de produtos naturais (tem que ser bem fina).

      Muito obrigada pelas correções e por favor, sinta-se à vontade pra puxar minha orelha sempre que vir bobagens escritas aqui no blog. Abraços

      PS reescrevi o parágrafo sobre os desodorantes, corrigindo os erros que passaram despercebidos quando escrevi o post ontem.

    2. Vende o Pó de Juá pela internet e em loja de produtos naturais.
      Eu faço minha “pasta de dente” (pó) mistura de Juá + B. Sódio + óleo essencial

      1. Usei pó de Juá diretamente nas cerdas da escova e coloquei adicionalmente uma gota de oleo essencial de menta. Para minha surpresa o plástico da cabeça da escova trincou e quebrou em mil pedaços. Eu pensei que fosse a escova e repeti a mistura pó de Juá + oleo essencial de menta e para minha surpresa a escova trincou e quebrou em pedaços. Usando separadamente o jua e o oleo nada acontece. Ocorreu alguma reação que afeta o plástico da escova ( oral-B). Alguém já teve esse problema

        1. Num curso de massagem que fiz, a professora ensinou a fazer teste para verificar se o óleo era puro. Consistia em colocar algumas gotas em um copo de café de plástico, tampar para não evaporar e no outro dia, verificamos que o copo estava com um buraco provocado pelo óleo.

  6. Não sei se existe em todos os lugares do mundo, mas meu desodorante tem sido, há algum tempo, o leite de magnésio. Confesso que tinha um pouco de receio quanto ao uso do bicarbonato de sódio puro nas axilas (algumas pessoas usam), mas vou experimentar sua receita, realmente deve abrandar mais o bicarbonato 🙂
    Outra coisa maravilhosa do leite de magnésio é que minha axilas costumam ficar escuras com os desodorantes “normais”, já o leite clareou toda a região. Acredito que o bicarbonato de sódio possua o mesmo efeito, já que ele clareia dentes, roupas, pisos, etc…
    O único porém que faço ao meu desodorante atual é que quando uso blusas sem mangas ele não funciona. Acho que é pq eu transpiro muito e ele precisa secar pra fazer efeito – é o que tenho notado.
    Quanto ao pó dental… Gostei da receita! Eu uso argila como remédio há 2 anos e ela nunca me decepcionou. Tenho uma ressalva com relação ao método de moagem de algumas – se for usado algum tipo de metal, pode fazer mal. Eu usei uma argila dessas que vendem em saquinho num ferimento e piorou – eu costumo usar uma de “fabricação” caseira, que a família do meu marido faz. Então acho que é necessário esse cuidado da hora de comprar a argila para fazer o pó dental também, ver qual a procedência dela e se usa métodos manuais.
    E é verdade, o bicarbonato de sódio tem tantas utilidades que daria um blog só pra ele. Eu também o uso para limpeza de roupas e mesmo de chão, banheiro, etc.
    Belo post!

  7. Adorei os posts sobre cosméticos e a discussão gerada aqui no blog. Também dei meus pitacos sobre o assunto e publiquei uma receita do óleo corporal que fiz no fim de semana, inspirada no seu post. Aqui ó:
    http://blogzenurbano.wordpress.com/2012/01/10/cosmeticos-do-bem/
    Obrigada pelas dicas. Toda vez que uso meu Rexona fico tensa pensando no tanto de coisa ruim que está invadindo minhas axilas. No próximo fim de semana experimento sua receitinha! Bjs.

  8. Que belo post Sandra! Como sempre, muito bem escrito e argumentado!
    Vou falar pra umas amigas que tem serios probleminhas com as axilas….já testaram varios desodorantes e nada! Mas, me diga uma coisa, usando este desodorante caseiro faz com que as axilas não transpirem??? Funciona como um desodorante antitranspirante ou não? So mesmo para afastar o odor???
    Seu blog está um sucesso mesmo!
    Parabéns!!! Estou orgulhosa 🙂

    1. Hermana, você ainda não entendeu que impedir as axilas de transpirarem é a maior roubada? Esse desodorante caseiro só espanta o mau cheiro, mas deixa sua pele transpirar (e respirar) sem problemas.

  9. Interessante isso de que o que realmente faz a limpeza não é a pasta, mas a escova e o fio dental! Lembro que quando era criança e não tinha escova de dentes (tava na casa de alguém ou se lá), escovava com o dedo e pasta… Só servia pra perfumar a boca! hehe!
    Gostei da dica! E gostei também do cometário sobre o juá, de que faz até espuma! Será que acha em Brasília? Vou procurar… e ver se acho esse tal de oleo essencial tb!

    Outra coisa que gostei foi dessa coisa de que a insdústria faz a gente pensar que se não provou que faz mal usa… Realmente tem de ser o contrário! Tem de saber que não faz mal!! Na dúvida, o melhor pra gente, né? Essa história de antitranspirante rodou muito na internet um tempo, e faz sentido! Nosso corpo transpira por alguma razão… regular temperatura, liberar toxinas…

    Esse desodorante só é mais difícil de usar com roupas escuras, né? Por que é pozinho… Mas quero testar!

    Receitas anotadas!

    Obrigada pelas dicas!

  10. Oi Sandra! Adorei vc ter falado sobre cosméticos aqui, acho que a saúde integral do corpo é um caminho natural para todos que passam a se preocupar com a alimentação. Faz 6 meses que eu estava usando pó de juá para escovar os dentes, misturado c um pouquinho de canela em pó, mas tenho dentes sensíveis e este mês não consegui mais usar o juá. Por coincidência, comecei a fazer como vc sugeriu, escovo só c uma gotinha de óleo de hortelã e uso fio dental, mas quando passar esta sensibilidade vou voltar a usar o juá no final do dia pq ele realmente deixa a boca bem limpa. Quero testar tb a argila c bicabornato. Também uso o pó de juá pra substituir o sabonete e uso óleo de coco como hidratante há um bom tempo. Meu grande dilema no momento são os protetores solares, porque possuem muitas substâncias tóxicas, inclusive metais pesados, e no Brasil não existem opções mais naturais a venda. No dia-a-dia já não uso mais, o problema mesmo são as viagens pra praia. bjo grande

    1. Entendo perfeitamente o seu dilema, Karina. Protetor solar é uma questão delicadíssima: por um lado precisamos nos proteger, por outro a carga de produtos químicos que eles contêm é tão alta que me pergunto se o sol não seria menos maléfico… A solução pra esse problema é protetor mineral. É o que uso há alguns anos e além de ter menos química (já que o filtro é mineral e fica na superfície da pele), protege muito mais. Só não sei se você já encontra aí no Brasil.

  11. Uma outra boa dica de desodorante: pedra hume (alúmen de potássio)! descobri isso quando morava na Espanha e procurava algum desodorante sem cheiro, pois odeio os perfumados. Hoje em dia só uso isso – acho muito mais eficiente que qualquer desodorante que vende por aí. Além de que uma única pedra dura muito muito tempo!
    Vou pesquisar onde posso achar óleo de hortelã aqui em São Paulo… há um tempo busco uma alternativa vegana pras pastas de dente 🙂

  12. oi Sandra… tornei-me seguidora do blog… muito bom mesmo………………
    tenho uma dúvida com relação ao Polvilho Antisséptico Granado… vc conhece??? eu uso na axila… será que tem contra-indicação???
    obrigada!!!
    e parabéns!!!

  13. Olá Sandra!

    Procurando sobre desodorante caseiro acabei caindo aqui mais uma vez rs. Então, depois de ler os comentários, resolvi deixar a sugestão de leitura de um site chamado : http://www.produtosdebeleza.com e outro que é http://familysponge.com/ pois lá tem dicas ótimas de alternativas aos produtos que usamos e são tóxicos, como o filtro solar. A indicação das meninas do produtosdebeleza.com para o filtro solar é usar a pasta d’água ou aquelas pomadas de assadura de bbs com nistadina+óxido de zinco, pois o óxido de zinco é um protetor solar mais potente do que a maioria dos vendidos por aí e tb mais natural. Ah, outra coisa, fugindo um pouco do assunto, fiz a sua receita dos burgers de lentilha e vou te falar: de comer de joelhos!!! aqui rendeu 16 e comi todos os dias até acabar, não enjoei! Lembro que usei o fubá no lugar de alguma coisa, pq to tentando reduzir o gluten da minha alimentação, e deu super certo! E o pouco da berinjela que sobrou, congelei e muito tempo depois fiz um refogado doido de lentilha aqui e joguei no meio…ficou ótimo tb! Ontem fiz os crackers de linhaça…só papacapinzando hahaha!!!

    bjooos 😉

      1. Diego, tenho a axila masculina mais ativa do lado de cá do Equador. Vai por mim, eu uso apenas bicarbonato de sódio com um pouquinho de água (para facilitar a aplicação nas axilas) e abandonei completamente os desodorantes industriais. Perdi muito tempo experimentando todas as variações que prometem 24, 48, 72 horas de proteção, que manchavam minhas roupas e, depois de um tempo, começavam a dar mau cheiro.

        Já uso exclusivamente o bicarbonato há uns dois anos, e vivo no meio do Cerrado, em Brasília. Hoje apliquei pela manhã, passei o dia trabalhando e a noite vou treinar minha capoeira de angola: SEM REAPLICAR. Você transpira, porque os poros não ficam obstruídos, mas não fica mau cheiro.

        Se quiser melhorar ainda mais os efeitos, alimente-se bem. Quanto mais porcaria e carne comemos, mais fedorento fica o nosso suor. E isso também digo por experiência própria.

        1. Esqueci de comentar que, quando comecei a usar bicarbonato, meu corpo pareceu se adaptar à mudança. Na primeira semana eu transpirava muito e o odor variava, mas com o tempo fui me adaptando, e o suor, diminuindo.

    1. Diego, aqui em casa usamos, eu e meu marido, o leite de magnésia. E adoramos! Não trocamos por nada, porque ele segura a onda mesmo na hora dos exercícios físicos e durante os verões mais intensos. Realmente não sei se os resultados do uso variam de pessoa pra pessoa, mas de repente, valeria a pena fazer um teste. Por aqui, ao contrário do que comentou uma outra pessoa, nem a transpiração (sem nenhum odor e naturalíssima, como deve ser) nos incomoda, mesmo quando eu uso roupas sem manga por causa do calorão. Posso dizer, sem medo de exagerar, que o leite de magnésia foi a melhor descoberta cosmética pra nós desde que decidimos ter uma vida mais natural 😉

  14. Olá! Gostaria de tirar umas dúvidas sobre o desodorante com bicarbonato de sódio e amido de milho; como todos os amidos de milho apresentam aquele T horroroso de transgênico na embalagem, optei pelo polvilho. O polvilho deve ser doce ou azedo? E aquele polvilho antisséptico da Granado (ácido salicílico, enxofre, óxido de zinco ácido bórico), qual a sua opinião sobre ele? Eu uso nos pés e é ótimo. Usei dois dias nas axilas e ñ fiquei com nenhum cheiro. Mas como é industrializado, talvez a receita caseira seja melhor (mais pura) e tb pode ser usada nos pés, né? E pra terminar, pesquisando na net, li algumas críticas quanto ao uso de polvilho, pois ele poderia ressecar muito as as axilas impedindo a transpiração… Enfim, por favor, me ajude! Um abraço, Cláudia.

    1. Ei Cláudia, também sofri por muito tempo por causa do amido de milho com o maldito T, até encontrar o da marca Carrefour. Agora compro amido de milho tranquila e feliz. 🙂

  15. pó dental……..
    ..carvão vegetal…pode ser berinjela tostada até ficar preta e, moer…….juá em pó….pó de gengibre….hortelã desidratada….pimenta do reino….

  16. Olá, estava pesquisando no Google sobre o Polvilho Antisséptico e caí aqui… Devido a minha insatisfação com diversos desodorantes antitranspirante eu decidi não usá-los mais. Tenho usado o polvilho antisséptico Granado 1 vez por dia antes de me vestir, porém tenho notado que a região das minhas axilas vem sofrendo descamação (está tudo ressecado e áspero), por isso resolvi pesquisar sobre os efeitos colaterais do polvilho e não encontrei. :/ Estou preocupada pois não queria ter que suspender o uso dele.

  17. Ola…eu acho sim que deve tomar cuidado com o uso do bicarbonato, mas mais cuidado ainda temos que tomar com o uso de componentes abrasivos como o flour e o sulfato, e eu uso o desodorante e sou prova de que realmente funciona, a unica diferença é que uso com óleo de coco, pois o óleo de coco hidrata e os dois juntos, elimina o odor, hidrata e elimina as manchas escuras…

  18. Olá! boas dicas, porém, é bom ficar atento ao uso muito contínuo do bicarbonato pois, o uso constante pode ajudar a elevar a pressão arterial, portanto, é bom usar com cautela! eu gosto muito deste produto!

  19. OI SANDRA GOSTEI MUITO DO SEU BLOG,VOU FAZER A PASTA DE DENTE,APESAR DE JÁ USAR O BICARBONATO NA MINHA LIMPEZA DOS MEUS DENTES,GTO AO DESODORANTE COMUM EU NUNCA USEI,SEMPRE USEI BICARBONATO E COM ÓTIMOS RESULTADOS!!!

  20. Adorei o seu blog.Dicas de produtos naturais , longe da indústria farmacêutica .A pasta de Juá hoje é meu xodó .Fui criada usando juá como pasta e shampoo. Vivo na internet a procura de produtos naturais.Muito grata pelas dicas, você e um anjo.Bjão.

  21. Boa noite a todos! Vi em alguns comentários pessoas com dúvidas quanto ao uso do Polvilho Granado como desodorante. Felizmente, eu substitui o uso de desodorantes químicos por ele, e pra minha surpresa, tem funcionado muito bem! O fato dele ressecar um pouquinho a pele das axilas se deve ao fato dele conter o ácido salicílico que é adstringente e antibacteriano, mas não causará nenhum prejuízo na pele de quem o utiliza, a menos se a pessoa for alérgica a alguns componentes da fórmula do produto. Perguntei pra uma dermatologista aqui da minha cidade e ela disse que não há problema algum em usá-lo, e que é uma alternativa mais saudável também. A única contraindicação ao uso do Polvilho Granado é que seu uso deve ser evitado por gestantes e crianças menores de 12 anos. E toda linha Granado é produzida com matérias primas vegetais e seus produtos NÃO são testados em animais!

  22. Eu, simplesmente não uso desodorante há mto tpo e não tenho problema com o suor. Tenho a mesma opinião de muitos de vcs: a diferença é a alimentação. Somos, exalamos o que comemos.
    Qto aos cosméticos, estou a caminho de deixar os cremes industriais. Para hidratar a pele tenho usado óleo puro de amêndoas e tenho gostado. Vou experimentar o óleo de côco.
    Obrigada a todos por compartilhar essas experiências, principalmente a vc Sandra. Aprendo mto.

  23. Olá, Bom dia!
    estive lendo outros sites que dao dicas para pasta de dente caseira e em alguns era comentada a necessidade de se constar na argila “pode ser ingerido”. Entretante, eu nao achei nenhuma argila branca assim, apenas para “uso externo”. Posso usá-la para a receita de pasta de dente?

    Abracos,

  24. Oi Sandra! A muito estou querendo deixar de usar a pasta de dente e essa receita de pó é ótima! Queria saber da sua experiência, vi que o post já tem quatro anos! Sua rotina de escovação continua a mesma?
    Abraços! Thabada

  25. Olá,
    eu tenho pesquisado receitas de desodorantes e pasta de dentes naturais, para fazer em casa, e sempre nas receitas indica usar óleo essencial para dar sabor ou cheiro agradável. Gostaria de saber, se esse óleo essencial é o mesmo usado para ambientes, ou se tem um especifico comestível ou para passar na pele.
    Obrigada!
    Adoro o site! Bjoo

Deixe uma resposta