Espinafre com creme

Hoje eu gostaria de fazer alguns agradecimentos, anunciar mais uma novidade e dividir uma receita muito especial com vocês. Queridos leitores, muito obrigada pelo entusiasmo que vocês manifestaram no lançamento do Guia do Herbívoro Feliz e pelo apoio daqueles que compraram o livro. Vocês são ótimos! Ainda não atingi o meu objetivo (mas não perco as esperanças), por isso o Guia continua à venda. Criei até uma página especialmente pra ele (olhem no cabeçalho do blog) e toda divulgação é bem vinda. Passemos então ao anúncio.

Depois de muito me tentar, ao ponto que comecei a desconfiar que ela trabalhava pro Zuckerberg, Cibele conseguiu me convencer a entrar no Facebook. Lembram dessa leitora que foi parar em Natal pra me conhecer e acabou ficando amiga da família inteira? Pois além de simpática, inteligente e linda, ela tem muita lábia. Essa moça, como diz minha mama, consegue levar Frei Damião pro cabaré. Pois debutei na tal da mídia social e queria chamar aqueles que já estão por lá pra me fazer uma visita. Vocês encontram o Papacapim aqui. Enfim, a receita.

Muitas luas atrás eu publiquei uma série de posts respondendo àquela pergunta que os veganos não aguentam mais ouvir (vejam aqui, aqui e aqui). Mês passado uma leitora (oi, Joana!) me pediu pra publicar a receita do espinafre com molho de queijo que aparece em várias fotos. Essa receita faz parte do meu repertório há bastante tempo e é um dos pratos preferidos da casa Papacapim. Ela não apareceu aqui antes porque prefiro publicar receitas que sejam acessíveis a todos (ou pelo menos à maioria dos meus leitores) e a base do molho de queijo é o (bendito pra alguns, maldito pra outros) levedo de cerveja maltado, que ainda não está disponível no Brasil. Esse produto, que não tem nada a ver com o levedo de cerveja comum vendido em pó ou comprimidos por aí, tem um sabor que lembra queijos fortes, como parmesão. Dizer que ele tem gosto de queijo é exagero, mas esse ingrediente deixa um gostinho delicioso capaz de consolar aqueles que não querem ou não podem comer queijo. Principalmente se combinado com castanhas de caju, como no meu famoso molho de queijo vegano. Mas nem tudo está perdido, amigos. Eu testei uma versão da receita sem levedo maltado e com um tiquinho de levedo normal (o vendido aí no Brasil) e tive uma agradável surpresa: a receita continua deliciosa. Aleluia, shalom, shalom, meu bom Alá*! Agora sim posso tornar pública essa iguaria.

Espinafre com creme e tofu mexido (brunch de domingo aqui em casa)

Essa é uma daquelas receitas que se você não contar que é totalmente vegetal ninguém adivinha. Um amigo australiano comeu aqui em casa outro dia e perguntou (já pronto pra me  denunciar pra polícia vegana): “Mas por que esse creme de leite você come?”. Porque não é creme de leite, cara pálida! Pode servir esse prato pra família e amigos, pois ele é onívoro friendly. Garanto.

Mas antes de revelar essa receita maravilhosa, uma palavrinha sobre castanha de caju. Sempre que converso com onívoros e digo que como castanha de caju regularmente eles gritam: “Castanhas? Muito gorduroso/calórico pra mim!” Se você faz parte do grupo de pessoas que temem as oleaginosas, eu fiz umas continhas especialmente pra você. Minha receita usa 100g de castanhas de caju, que tem 570 calorias. Misturo as castanhas com uma xícara e meia de água e obtenho 450g de creme (sim, eu pesei). Lembre-se desses números: 450g de creme de castanhas tem 570 calorias(água não tem calorias, logo o valor não muda). Agora imagine que eu queira usar a mesma quantidade de creme de leite de Mimosa. 450g de creme de leite tem 1128 calorias (uma lata de 300g tem 752 calorias, eu pesquisei no site do mais famoso fabricante dessas latinhas), ou seja, o dobro! E as vantagens não param por aí. Os 450g de creme de castanha usados na receita têm 46g de gordura, das quais 7,7g saturadas. A mesma quantidade de creme de leite tem 87g de gordura, das quais 56g saturadas. Meu creme de castanhas tem exatamente metade das calorias do creme de leite de vaca, metade da gordura, somente 13% da gordura saturada e ZERO colesterol (segundo a única fonte que encontrei, 450g de creme de leite tem 385mg de colesterol). Se você ainda não sabe, não existe colesterol em produtos de origem vegetal. E ainda tem mais! O creme de castanhas tem 18g de proteínas, enquanto o creme de leite não tem quase nada (creme é quase só gordura e gordura é um dos únicos alimentos que não tem proteína).  Espero ter te convencido da inocência das pobres castanhas.  Como o sabor é praticamente idêntico ao creme de leite, meu creme de castanha também é uma boa ideia pros onívoros que procuram uma alimentação mais saudável e leve.

*Eu estava escutando Zeca Baleiro enquanto escrevia esse texto.

Espinafre com creme

Esse espinafre acompanha maravilhosamente bem meu tofu mexido (é o prato oficial dos brunchs de domingo na minha casa) e também é um ótimo molho pra macarrão (nesse caso gosto de juntar uns pedacinhos de tomate, como na foto abaixo). Mas suas utilizações não devem parar por aí, use a sua imaginação. O creme aqui é uma versão mais leve da receita que publiquei no Guia do Herbívoro Feliz e é a que uso com mais frequência. Se as calorias das castanhas ainda te assustam, aqui vai mais uma informação. Como a receita faz creme suficiente pra pelo menos 3 gulosos, sobra apenas 190 calorias por porção.

250g de espinafre (aproximadamente 7x)
1 cebola pequena, cortada em fatias finas
2 dentes de alho, ralados
1/2 cs de azeite
1cc de shoyo
Pimenta do reino a gosto
Para o creme
3/4x (100g) de castanha de caju natural (sem sal), de molho por 6 horas
1 1/2x de água
1/2 cc de amido de milho
1cc de levedo de cerveja (opcional)
Suco de 1/2 limão pequeno
Sal a gosto

Escorra as castanhas e bata no liquidificador com os outros ingredientes do creme. Seja paciente e deixe o motor funcionar durante alguns minutos, ou até as castanhas se desfazerem (esfregue um pouco do creme entre os dedos pra testar). Reserve. Lave o espinafre, escorra bem e pique grosseiramente. Reserve. Aqueça o azeite em uma panela média e doure a cebola. Junte o alho e refogue mais um minuto. Acrescente metade do espinafre picado, mexa e deixe cozinhar tampado por 30 segundos. Despeje a outra metade do espinafre na panela, tampe e espere mais 30 segundos. Quando todo o espinafre tiver murchado (cuidado pra não cozinhar demais) tempere com o shoyo e mexa bem. Junte o creme e deixe cozinhar em fogo baixo, mexendo frequentemente, até engrossar (2-3 minutos). Prove, corrija o sal, se necessário, e tempere com pimenta do reino a gosto. Sirva imediatamente. Rende 4 porções como acompanhamento ou molho suficiente pra 3 porções de macarrão.