Antipasto de beringela e abobrinha com alho e hortelã

Durante o verão do ano passado, a pedido da minha amiga Lílian, fiz uma série de posts sobre pastas e patês pra servir na hora do “aperitivo”. Esse ano pensei em publicar receitas de antipasti, que também são ótimos pra essas ocasiões e que podem até servir de refeição leve quando o calor nos impede de preparar pratos mais elaborados. Confesso que essa idéia foi muito oportuna, já que ando sem tempo nem disposição pra cozinhar algo quente. Sei que teoricamente é inverno no Brasil, mas o calor no Nordeste e no Norte continua o mesmo. O pessoal que mora nas regiões mais frias pode testar as receitas mais tarde (quem quiser se esquentar com uma sopinha é só procurar na lista de receitas do  blog).

No verão meu fogão dá choque e ter pratos prontos na geladeira, esperando pra ser degustados, muito me agrada. As receitas de hoje exigem alguns minutos de cozimento, é verdade, mas depois é só misturar com os outros ingredientes e deixar a geladeira fazer o resto do trabalho. A salada de batata é uma receita palestina, com algumas adaptações. Originalmente ela é feita com cebola crua, mas como não sou muito chegada à cebola crua prefiro substituí-la por alho. Acho que assim os sabores ficam mais interessantes, também. As azeitonas não fazem parte da versão original, mas deixam a salada mais especial. Antigamente os palestinos não preparavam nada com maionese, só usavam azeite extra virgem. Infelizmente a maionese, que eu detesto com todas as minhas forças, anda aparecendo cada vez mais nas mesas palestinas, especialmente nos restaurantes, mas essa salada conseguiu resistir à essa terrível moda. Eles servem as batatas com uma dose super generosa de azeite, mas acho que com uma quantidade mais modesta a salada fica mais leve e tão saborosa quanto. Aprendi a preparar a segunda receita com uma amiga francesa que namora um italiano há anos e virou uma verdadeira especialista da culinária italiana. Achei estranho grelhar abobrinha e beringela sem azeite nenhum, mas ela me garantiu que não ia grudar na panela. Ela estava certa. O calor seco ajuda a desidratar ligeiramente os legumes o que, além de concentrar o sabor, faz com que o tempeiro e o azeite penentrem mais profundamente.


Salada de batata e azeitona preta

Se quiser uma salada ainda mais colorida e saborosa, junte um ou dois tomates picados. Nesse caso aumente um pouco a quantidade de sal, pimenta do reino e azeite.

2 batatas médias

1 dente de alho ralado

4cs de azeite

3cs de suco de limão

10 azeitonas pretas (o ideal são aquelas conservadas no azeite, não enlatadas, dessas compradas no peso nas lojas de produtos italianos)

1/2x de salsinha picada

sal e pimenta do reino a gosto

Descasque e corte as batatas em cubos médios. Cozinhe no vapor até ficar macia, mas al dente. Misture a batata quente com o alho ralado, o azeite e sal a gosto. Mexa delicadamente pra não amassar os pedaços de batata e deixe esfriar. É importante temperar a batata quente, assim o tempeiro penetra melhor. Quando a batata estiver completamente fria, junte os outros ingredientes e misture mais uma vez. Deixe descansar na geladeira durante no mínimo duas horas (ou, melhor ainda, uma noite), pros sabores ficarem mais intensos. Retire a salada da geladeira e deixe voltar à temperatura ambiente antes de servir. Se quiser, regue com 1cs de azeite e polvilhe com mais pimenta do reino antes de degustar. Rende 2 porções.

 

Antipasto de beringela e abobrinha com alho e hortelã

1 beringela média

2 abobrinhas italianas pequenas (ou 1 grande)

3 dentes de alho ralados (ou mais, se você for fã de alho cru)

1/2x de hortelã

azeite, sal e pimenta do reino

Corte os legumes em fatias finas, no sentido do comprimento (veja foto), e salgue a gosto. Aqueça uma frigideira anti aderente e grelhe as fatias a seco (sem azeite) dos dois lados. Não tenha medo de grelhar os legumes até eles ganharem marcas escuras. Quando todas as fatias estiverem grelhadas transfira tudo pra um recipiente com tampa, junte o alho ralado, as folhas de hortelã (picadas grosseiramente), pimenta do reino a gosto e azeite. Use azeite suficiente pra untar generosamente as fatias, até quase cobrí-las (a quantidade vai depender do tamanho dos legumes e do recipiente utilizado). Deixe marinar na geladeira durante no mínimo duas horas (uma noite é ideal). Retire da geladeira e espere atingir a temperatura ambiente antes de servir. Rende 4 porções como aperitivo.